Atari Jukebox




Em 23 de Fevereiro de 2009.

ATENÇÃO: Não tenho para venda!


Este é o Atari que montei no começo de dezembro de 2009. Acertadamente o blog Hack-a-Day chamou-o de "Atari Jukebox" e eu adotei esse nome oficialmente para o equipamento. Ele tem um Emulador de Cartuchos montado internamente e no cartão SD estão gravadas 1000 jogos do sistema. Vários clássicos como Enduro, River Raid, Pitfall, H.E.R.O., Moon Patrol, Atlantis, Smurfs e muitos outros estão presentes e podem ser selecionados.

Na verdade essa foi a realização de uma "visão" que tive em meados de 2008. Na ocasião eu estava estudando um Atari para conseguir uma saida Audio e Video Composto que fosse compatível com TVs modernas de plasma e LCD. Essa saida de vídeo chamei mais tarde de "Atari A/V Reloaded" mas isso já é outro assunto. Então com aquele Atari aberto na minha frente, comecei a pensar que seria ótimo ter todos os jogos na memória pra eu não ter q guardar uma pilha de cartuchos velhos e cheio de mau contato. Além de hobbysta em eletronica, sou programador full time e já algum tempo eu vinha estudando um pouco sobre microcontroladores. Então percebi que eu poderia ler os jogos a partir de um cartão SD, mostrando os nomes num pequeno display. Nesse momento já estava imaginando fazer o mesmo num outro video game que gosto muito, o Odyssey. Comentei a idéia dos video games com todos os jogos com minha esposa e o alto custo que acabaria ficando. Então ela deu a brilhante idéia de fazer um módulo externo, o qual eu só trocasse o cartucho da ponta. Assim nascia oficialmente o conceito do Emulador de Cartuchos.

Agora, quase um ano e meio depois daquela "visão", tirei um tempinho pra realizar a montagem do que teria sido o meu Atari naquele dia.

Para uma breve explicação do funcionamento, temos o seguinte:
Com a chave de power (a primeira da esquerda), na posição OFF, ligamos o video game na tomada. Nesse momento o display se acende, mostrando os diretorios no cartão SD. Separei os jogos por subdiretorios começados com a primeira letra do nome do jogo. Se eu quero jogar Pitfall por exemplo, com os botões frontais (não os originais do Atari, aqueles três botões extras na frente, a direita) eu navego até a letra "P". Nesse momento os jogos começados com "P" ficam em ordem alfabética e podem ser passados com esses mesmos botões. Indo então até o "Pitfall", pressiono o botão de seleção, o central. O carregamento do jogo é praticamente instantaneo, levando menos de 1 segundo para os jogos "pequenos" e pouco mais de 1 segundo para os "grandes". Então posso colocar a chave Power na posição ON e ver o Pitfall na tela. Note que todas as chaves originais desempenham exatamente as funções que deveriam, já que o Atari "pensa" que existe um cartucho Pitfall conectado lá. Não é preciso PC conectado, nem nada extra, a não ser a própria TV e um controle de Atari.

A divulgação do trabalho foi excelente e gerou vários posts em diversos blogs e sites. Reuni alguns links que consegui lembrar agora. Se alguem viu em mais algum lugar, por favor não deixe de comentar para eu incluir aqui.

Atari Age
Hack-a-Day
Kotaku
The Bits, Bytes, Pixels and Sprites

E nos nacionais:
Digital Drops
Geek
Yahoo Notícias
IG
MSN Tecnologia

Há quem diga que saiu na primeira página da UOL, mas como eu não vi nem consegui nenhum link, fico devendo...

As fotos abaixo fui fazendo durante os dias da montagem e ficam como curiosidade para os amigos ou mesmo uma referência para quem pretende montar um igual. ;)






Como pode ser observado, eu retirei o conector original do cartucho. Como são poucos os jogos que não funcionam no Emulador, não me importei em mante-lo.





Essa EEPROM foi alvo de muitos chutes e adivinhações pelos blogs afora. Nada mais é do que uma ROM-PLD que serve para "chavear" os bancos dos jogos "grandes" de 8k e 16kb. Li sobre esse esquema no Blog do Voyager, o Pakequis e fiz uma variação da ROM original dele para que o próprio Emulador fizesse a troca entre os tipos de chaveamentos diferentes. Ela não é reprogramada em "run time", nem o jogo fica gravado nela como sugeriram alguns.





Com quase tudo ligado, é hora de fazer um pequeno estudo no posicionamento das placas.



Resolvi prender no canto esquerdo, sendo que a placa da EEPROM ficou presa na parte de baixo.




Os botões ficaram frontais, do lado direito. Não atrapalhou a placa e ficou bem confortável de usar. Antes da montagem final dos botões lavei muito bem a carcaça para ficar novinho.




O display que eu tinha a mão era praticamente do tamanho da abertura do cartucho. Bastou um pequeno ajuste com uma boa lima para encaixar. Minha intenção era diminuir o espaço que sobrou nas laterias, mas como não tive nenhuma idéia boa, ficou pra ver depois. (Aceito sugestões)





Teste final do encaixe, já na parte maior da carcaça.




Tudo montado, vamos testar. Coloquei um display provisório, só pra ver o que eu estava fazendo. Depois de carregar alguns jogos, vamos partir pra montagem final.




Soldei um flat cable de tamanho razoável, que irá até o display. O fechamento da unidade ficou perfeito também, estamos no caminho certo.




Parafusos no lugar, bastou os testes finais. Tudo perfeito.

Veja o Funcionamento



Outros Jukeboxes




Além do Polyvox, fiz o mesmo mod em mais alguns tipos diferentes de Atari.

Nas fotos abaixo, mod em um Atari americano. Neste eu usei um display verde e os botões foram montados do lado direito para não ficar em cima do logotipo.

Para o Dynavision tive que fazer numa arrumação diferente devido ao pouco espaço interno. Os botões foram para o lado do display.



Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.