Odyssey² Tabajara Edition - O primeiro Odyssey com saida RGB do Brasil!!!

Em 25 de Agosto de 2010.

Um dos artigos que eu mais curtia do Alexandre "Tabajara" era o dos mods num Odyssey e a tempos eu queria publicar algo do tipo, mas no fim das contas seria praticamente as mesmas informações. Pedi então autorização ao Alexandre para reproduzir aqui o artigo dele que atendeu prontamente ao meu pedido.

Sendo assim, o texto a seguir é de autoria do Alexandre e está originalmente neste endereço.



Odyssey² Tabajara Blend
O primeiro Odyssey do Brasil (e quem sabe, do mundo) com saida RGB!!!

Bem, estava eu fazendo o multicart do Odyssey, quando percebi que, sem o televisor (emprestado) de 14 da vizinha, não tinha como ligar o Odyssey. Então eu aproveitei o dia pra fazer o Odyssey Tabajara Blend® que nada mais é que um Odyssey com:

-Saida A/V
-Saida RGB Digital
-Entrada para controles de ATARI na frente do videogame

Procurei por toda a internet, cade que eu achei alguma coisa? Não tem? Então lá vamos nós...

Primeiro estágio: Saídas A/V

Pegue dois conectores RCA, ligue o terra dos mesmos ao terra do videogame, e o "vivo" de cada um aos seguintes pontos:

VÍDEO: Junção de C44 com R7
ÁUDIO: Junção de C45 com R49


Não requer prática, tão pouco habilidade. Lembre-se que a saída, no caso do console nacional, é PAL-M.

Segundo estágio: Saída RGB

Esta saída RGB do Odyssey é digital, ou seja, você vai precisar de um monitor que tenha disponível entrada digital, ou entrada RGBI (o I é de Intensidade). No caso do bom e velho monitor 1084, temos a seguinte pinagem:


Visto da traseira do monitor (se você pegar o conector, é onde você solda os fios)
2 - Vermelho
3 - Verde
4 - Azul
5 - Intensidade
6 - Terra
7 - HSync (Sincronismo Horizontal) OU Sincronismo composto (todo mundo pensa que o 1084 no modo digital nao tem sync composto!)
8 - VSynch (Sincronismo Vertical)

Você vai ligar os seguintes pinos do IC005:
Vermelho - Pino 18
Verde - Pino 19
Azul - Pino 20
Intensidade - Pino 10
Sincronismo (pino 7 do conector RGB do 1084) - Pino 5

Só isso :o) Recomendo a você que use um par de conectores DB-9 (ou até mesmo o DIN-8 do 1084 que é mais dificil de usar) para não ficar um cabão pendurado pra fora do seu Odyssey.

Terceiro Estágio - Adaptação dos controles do ATARI no Odyssey²

Também não tem nada de complicado. Você vai precisar de:
- Dois conectores DB-9 FÊMEA (o que tem pininhos, por incrível que pareça, é o fêmea)
- Dois pedaços de flat-cable com 6 fios (use cabo de drive velho, hehehe)
- Alguma forma de furar seu gabinete

Toda documentação que eu achei na internet é bastante confusa sobre o assunto, isso porque não respeita a nomeclatura e numeração normal dos conectores DB-9. Se você observar o DB-9 bem de perto, vai ver que ele tem os números dos pinos marcados no lado de dentro e no lado de fora. Os documentos que achei na internet tem essa nomeclatura AO CONTRÁRIO. Então, aqui vai o mapa CORRETO de ligações:

 

DB-9

Odyssey

Cima

1

6

Baixo

2

4

Esquerda

3

3

Direita

4

5

Tiro

6

2

Terra

8

1



Bastante simples, não é? Eu vou colocar aqui algumas fotos do processo, qualquer dúvida me mandem um mail pra webmaster (em) tabajara-labs dot com no be-erre. Vocês entendem...é pra disfarçar contra o SPAM :o)




Furando a frente do gabinete e colocando o DB-9. Note que os pinos se contam da esquerda pra direita: 1 2 3 4 5 e embaixo 6 7 8 9.


O console, ja com os dois conectores (note que está sem a tampa prateada, estava lavando...)


A placa já com as ligações dos joysticks (em cima) e do RGB (embaixo)


Pronto pra jogar, olha que barato :oD


Propaganda :o)


Gambiarra montada para testes...Olha que bancada zoneada!


Detalhe da imagem. Infelizmente a câmera não consegue captar todo o detalhe e a beleza da imagem... É realmente uma pena!

Abraços do Dr. Tabajara! :oD




Agradeço ao Alexandre "Tabajara" pelo artigo original. Faça uma visita no site dele, que ainda tem muita coisa interessante.

Dúvidas ou sugestões, comente no espaço abaixo.


Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.