Saída de Vídeo Composto no Colecovision

Em 7 de junho de 2010.


Há uns três anos atras quando comprei meu Colecovision, ele tinha defeito na etapa de RF e a primeira providência foi colocar a saída de video composto para que eu pudesse ver o resto dos defeitos. Bem, tinha defeito ainda na memória, mais isso já é assunto pra outro dia. Naquela época eu nem sonhava em ter um site com as minhas "experiências" e na época não documentei o processo, deixando a oportunidade para quando aparecesse o próximo. Bem, finalmente apareceu e hoje posso mostrar como implementar uma saída Audio e Video no Coleco que funciona inclusive em TVs modernas de plasma e LCD.

Aliás, algum tempo atrás reclamaram comigo que alguns dos meus artigos estão sendo "pouco didáticos" desencorajando os iniciantes. Aproveito para tentar mudar isso, já que esse mod é bem fácil de se fazer e pode ser tentado inclusive pelos menos desprovidos de "habilidades". :P

A lista de material é a seguinte:

1 entrada dupla RCA femea de painel
1 transistor 2n4401 - agradeço ao Benjamin Heckendorn (http://www.benheck.com) pela dica do transistor
1 resistor 1K (marrom, preto, vermelho)
1 trimpot 2k2 (opcional, ver texto)
1 capacitor eletrolítico de 1uF x 16v

Diversos: Ferro de solda, solda de boa qualidade, estilete (faca Olfa), fio fino para as ligações, alicate de corte, chave Philips

Primeiramente retire os controles, cartucho e cabos do console. Na parte de baixo retire os oito parafusos.


Retire a tampa superior tendo o cuidado de desencaixá-la na parte da frete. Ela é meio chata pra sair, então é ter paciência até encontrar o melhor jeito para retirá-la.


Quando você finalmente retirar a tampa, vai ser possível ver a blindagem, a parte de metal cobrindo toda a placa. Note que existem dois parafusos, um na frente e outro na parte de tras. Retire os dois. Os botões de Reset e Liga-Desliga são apenas encaixados em cima das chaves. Retire também.


Já sem a blindagem superior, na placa você deverá retirar mais dois parafusos. O primeiro está próximo ao meio, logo acima do slot do cartucho e o outro na parte de trás da placa.


Para não corrermos o risco de danificar a placa no processo da furação do gabinete o melhor é removê-la completamente, deixando apenas a base de plástico. Note que a tomada de fonte é apenas encaixada na posição sendo muito fácil retirá-la.


Agora é ter atenção. Precisamos fazer os furos para os conectores RCA, mas não eles não podem ser muito baixos para não pegar na placa, nem muito pro lado para não ficar atras da caixa do RF. Se você ficar em dúvida, recoloque provisoriamente a placa-mãe na posição para medir, mas retire-a antes de furar.

Dependendo do RCA que você tenha comprado, faça os furos guia. Você poderá inclusive utilizar dois daqueles RCA "simples", como eu usei na saida de som do Mod do Spectrum 128. O que eu tinha eram dois montados numa pequena placa plástica, então eu fiz a furação através do proprio furo do RCA com uma broca fininha.

Um bom lugar para se colocar o conector é logo ao lado da caixa do RF. Guia-se pelas fotos.


Vale lembrar que o ideal é você furar sempre com uma broca fininha e ir aumentando o buraco com uma broca cada vez maior até o tamanho correto. Assim não se estressa o plástico e não corre nenhum risco de quebrá-lo, ainda com o plus da broca não correr e você não arranhar a superficie.


Agora só faltou os furos das laterais da plaquinha plástica, que são usados para fixá-la no painel. Novamente use o próprio conector como guia para saber onde furar corretamente.


Agora é só montar na posição.


Um problema bem comum nessas saida RCA é que o "miolo" do conector às vezes roda com o movimento de colocar e tirar os cabos. Então eu costumo colocar uma pequena camada de cola quente na parte de baixo do metal para garantir a ele não rode e parta o fio com o tempo. Na foto pode ser vista a cola. Desculpem-me, mas esqueci de tirar uma foto de frente. :(


Temos que dar um "ajuste" na blindagem, porque com as saídas RCA na posição ela não vai mais entrar, então coloque-a novamente na posição para medir o corte. Note que eu posicionei o conector justamente naquele linha de furos da blindagem.


Eu usei um alicate de corte "pesado", mas você poderá cortar com uma Dremel ou mesmo uma serrinha. Faça os cortes de acordo com o seu conector para que a blindagem possa ser encaixada perfeitamente na posição original.


Com toda a parte mecânica pronta, passaremos agora para a parte eletrônica. Retire a tampa a caixa do modulador de RF. Geralmente ela está só encaixada, bastando uma leve pressão para destravá-la.


Indiquei os pontos "interessantes" que usaremos para montar o nosso pequeno circuito.


Pela simplicidade do circuito, montaremos dentro da própria caixa do RF. Com uma fita crepe ou fita isolante, cubra uma área de placa que usaremos como base, mas deixando expostos os pontos mostrados na foto anterior.


Comece pelo transistor 2N4401, prestando atenção na posição correta. O lado achatado da peça fica virado para cima e abrindo um pouco os terminais, solde o do meio no pino 13 do CI do RF. Contando da esqueda para a direita, é o quarto pino da linha de cima. Para o resistor de 1K, corte o excesso dos terminais e um deles você solda no terra, enquanto o outro você solda no emissor, o terminal mais a esquerda do transistor. O coletor, o terminal mais a direita você deve ligar ao +12V. Como o terminal não é grande o suficiente, eu usei o pedaço do terminal que eu cortei do resistor para aumentar a "perna" do transistor. A saída de vídeo propriamente dita é a junção entre o resistor e o transistor. Solde um fio com tamanho suficiente para chegar até o conector RCA, passando pelo furo da caixa do RF para não atrapalhar o fechamento da tampa.

Para não haver dúvidas, guie-se pelas fotos abaixo.


O trimpot é opcional e permite regular o brilho da nossa saída de vídeo. Claro, você pode simplesmente regular o brilho na própria TV, mas se você não gosta de ficar mexendo e navegando nos infinitos menus dos aparelhos modernos, coloque o trimpot. Eu optei por montá-lo direto no conector, soldando o pino central do trimpot direto no terminal do RCA. Numa das laterais você solda o fio vindo da caixa do RF, permitindo a sua regulagem. Se não for usar o trimpot, solde o fio direto do RCA e está pronto. ;)


Passamos agora para o audio. Localize o CI marcado como U20. É um SN74589 que está um pouco abaixo da caixa do RF, perto do centro da placa.


A saída de som é no pino 7 desse CI, bastando adicionar um capacitor eletrolítico de 1uF. Eu puxei um fio do pino e coloquei o capacitor direto no RCA. Note que o capacitor tem posição certa para ser ligado, ficando o lado negativo na saida do RCA e o positivo no pino 7 do CI. Ah, sim, não esqueça de ligar o Terra dos RCAs ao Terra da placa do Coleco. Veja na segunda foto.


Faça o teste do equipamento ligado-o a uma TV com entrada A/V. Se tudo estiver ok, proceda com a remontagem do console, primeiro repondo os dois parafusos na placa e logo após a blindagem também presa por dois parafusos.


Agora basta colocar a tampa superior e os oito parafusos na parte de baixo e está pronto o seu mod A/V.


Abaixo seguem as fotos comparativas da saída RF original e da nova saída de Video Composto. Dá pra notar a diferença?

Agradeço ao amigo Lucas Milani por ter cedido o console que aparece nas inúmeras fotos desse artigo. Também agradeço ao ao Benjamin Heckendorn por ter me "apresentado" esse transistor. Apesar do circuito ser bem simples e funcionar com praticamente qualquer transistor NPN de uso geral, o 2N4401 mostrou uma qualidade superior de imagem se comparado aos BC237/548/549.

Dúvidas e sugestões são sempre bem-vindas. Deixe seu comentário no espaço abaixo.


Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.