Scanlines nos monitores LCD

Em 26 de Dezembro de 2011

Uma das grandes reclamações ainda hoje pela galera que curte retro-computação e retro-games é o monitor e TVs de LCD. Dizem que não tem o mesmo feeling que o CRT e muitos ainda mantêm suas velhas TVs de tubo para ligar seus equipamentos.

Certamente existem várias diferenças entre o CRT e o LCD/Plasma, mas uma das mas marcantes é a presença de scanlines, aquele padrão riscado na imagem. Até existem equipamentos que simulam esse efeito, mas os preços são meio salgados, como exemplo o XRGB-3, cerca de 400 dólares e o SGL 3000, cerca de 50 Euros. Somando esse custo ao frete para o Brasil e a possibilidade de ser taxado, realmente a brincadeira não fica barata.

Bem, a proposta deste artigo é conseguir um efeito similar aos desses equipamentos, porém por uma fração do preço.




O funcionamento do circuito proposto acima é bem simples na verdade. O flip-flop 74LS74 recebe os pulsos do sincronismo horizontal e suas portas mudam de estado a cada pulso, sempre no começo de cada linha da imagem. A saída /Q é ativada e desativada, então na prática a cada linha PAR o circuito entra em ação. O reset do CI vai ligado ao pulso de sincronismo vertical, que zera o chip a cada quadro completo da imagem, garantindo que somente as linhas PARES da imagem receberão as scanlines. Se isso não fosse feito, a cada quadro as scanlines trocariam de posição, alternando-se em pares e impares, devido ao número de linhas do padrão PAL-M e NTSC (525). A scanline propriamente dita é gerada pelo 74LS125. As portas de entrada deste CI são aterradas, ficando os pinos de controle ligados à saída do flip-flop. A cada ativação as saídas R, G e B são aterradas através dos resistores R2 a R4 e dos trimpots RV1 a RV3. Esses trimpots regulam o quanto a saída receberá de Terra e na prática o quanto a cor da scanline será escurecida. Já a parte marcada em azul como opcional é o clássico separador de sincronismo usando um LM1881 e esses componentes só serão necessários se o equipamento a ser ligado tiver somente sincronismo composto.

Lista completa de peças
1 74LS74
1 74LS125
3 resistores 75R ou 100R
3 trimpots de 1K (opcional, ver o texto)

(Para o Separador de Sincronismo)
1 LM1881
2 capacitores cerâmicos de 100nF (marcados como 104)
1 resistor de 680K


Pela simplicidade, o circuito poderia ser montado numa placa universal, porém roteei uma neste link, já espelhada e pronta para impressão.


(Veja que não usei os trimpots, vide explicações abaixo)

Vamos analizar então as diversas maneiras de montar e instalar o Gerador de Scanlines:

1 - Equipamentos com somente Sincronismo Composto (CSync)


Nesse caso a parte marcada como "Opcional" no esquema deve ser montada na plaquinha, visto que precisamos dos sinais de VSync e HSync separados. Como exemplos de equipamentos com CSync eu poderia citar, Spectrum, MSX, Mega Drive, Saturn, Super Nintendo, Neo Geo, Game Cube e até mesmo Wii, Xbox e Playstations. Aqui ligamos os sinais R, G, B, Csync, Terra e um ponto de +5V ou uma fonte externa para alimentar a placa.

2 - Equipamentos com somente sinais de sincronismo separados


O Amiga seria um exemplo bom. Não é necessário montar o separador sincronismo, bastando pegar os sinais diretos. Temos que ligar os sinais R, G, B, Hsync, VSync, Terra e o +5V nos seus respectivos pinos do conector do Amiga.

3 - Usando o gerador de Scanlines com Vídeo Composto

Sim, é possivel usar o gerador numa saída A/V normal. Nas fotos abaixo temos o jogo "Smurf" com o gerador ligado na saída de vídeo composto de um Atari 2600 comum da Polyvox.





A "pegadinha" nesse caso é que precisamos de um ponto extra de ligação além da própria saída de video composto. Observe abaixo:


No caso do Atari, esse "ponto extra" seria o pino 2 do TIA que é a saída de sincronismo do chip. Em outros equipamentos também será possível a ligação, bastando identificar um ponto de sincronismo.

Eliminando os controles de intensidade


Os trimpots podem ser eliminados em qualquer das três situações acima trocando todos por jumpers. Com isso temos o efeito máximo equivalente ao que vemos nas fotos abaixo.




































Pena que as fotos não conseguem mostrar toda a beleza e perfeição da imagem que se consegue com esse circuitinho simples, mas tenho certeza que agradará inclusiva aos mais exigentes. ;)

Dúvidas ou sugestões, utilize o espaço abaixo para os comentários.


Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.