Como Consertar o TK90X e TK95

Em 26 de Novembro de 2010.

"Tem alguma dica para consertar meu TK90X?"
Essa é uma das perguntas que me fazem de vez em quando e sempre procuro passar as dicas básicas para que os amigos possam consertar por eles mesmos seus estimados TKs, e inclusive eu já até tenho um textinho gravado que eu copio e colo. Mas por que não transformar isso num artigo do site? Certamente adicionando também algumas imagens facilitará a vida de muitos.

Claro, o guia que apresento abaixo não é a solução definitiva para o conserto de um TK, mesmo porque dado a simplicidade do hardware, um mesmo sintoma de defeito pode vir de diversas fontes diferentes, mas servirá de base para eliminação de 90% dos problemas.

Apesar da manutenção no TK ser simples, um mínimo de conhecimento em eletrônica é necessário e aproveito para lembrar que a placa do TK tem trilhas muito finas e sensíveis ao calor, então pense duas vezes antes de se aventurar com ferro de solda. Dado o aviso, além do ferro de solda você precisará de um sugador de boa qualidade, um multímetro para os diversos testes e bastante paciência.

Já falei no passado e repito agora: absolutamente NENHUM diodo, transistor, resistor ou capacitor precisa ser retirado da placa para teste. Pode ser testado diretamente na placa, com todos os terminais soldados.

1º Sintoma - Tela com estática, sem nenhum tipo de imagem:


Quando o TK não dá nenhum tipo de sinal, devemos verificar as voltagens e inclusive pode ser diretamente no LM1886. Você deverá encontrar +5V na pino 20, +12V no pino 5, usando o pino 10 como terra. Faltando o +5v, verifique direto na saída do 7805, pode ser que ele esteja com problema. Se as voltagens estiverem presentes, o mais provável que seja defeito no próprio LM1886 ou ainda o LM1889 dentro da caixa do modulador.

2º Sintoma - Tela com listras pretas e brancas, poucos quadrados coloridos:


Quando a CPU não funciona, podemos até apertar o RESET que esse padrão não muda na tela. Geralmente ele indica defeito no Z80, mas não deixe de verificar o capacitor do reset, ligado ao pino 26 do Z80. Certa vez eu apanhei durante um bom tempo tentando consertar um TK em que o RESET estava travado por causa desse capacitor. Bastou trocar por um novo e o micrinho passou a funcionar normalmente. Se o capacitor está OK, o caso é trocar o próprio Z80 por outro.

Um outro defeito mais raro seria na parte de clock. Se o Z80 não anda, as barras na tela também não se alteram. Para não copiar aqui tudo que o que já falei em outra página, veja o artigo Conserto de um TK90X, na parte que falo sobre o teste de clock.

3º Sintoma - Lixo na tela, borda com cor diferente de branco:


Um dos primeiros comandos executados pela ROM assim que o TK inicia é mudar a cor da borda para branco. Lixo na tela com cores diferentes de branco na borda geralmente indicam que a inicialização não foi satisfatória e geralmente é pau na própria ROM. Esse problema é mais comum do que se possa imaginar e um jeito bem fácil de verificar é simplesmente retirando a ROM. Uma máquina com a memória de video perfeita, mostrará um padrão de listras verticais pretas, azuis e brancas. (Video próximo item abaixo).
Esse mesmo sintoma é de um outro defeito bem raro que é a própria ULA.

4º Sintoma - Borda branca com listras verticais pretas, azuis e brancas.

Também relacionado com a ROM, esse padrão pode ser gerado por dois motivos:
No primeiro caso, é quando o chip da ROM morre completamente. Como não existe um programa para o TK rodar na inicialização ele simplesmente mostra esse padrão.
Num caso mais raro, o problema é no ci de lógica IC3, um 74LS32 que faz o chip select da memória.





5º Sintoma - Lixo na tela, mas com borda branca:




Esse é o defeito mais comum. Quando qualquer um dos 8 chips da memória de video, a memória baixa, dá problema, a tela fica cheia de quadrados coloridos e geralmente é diferente a cada vez que se liga o TK. Aqui é dificil descobrir exatamente qual a memória esta defeituosa, então o caso é substituir os 8 chips por memórias boas e uma vez o TK iniciando normalmente, ir colocando de volta os chips antigos um a um até aparecer o culpado. Inclusive é normal ter dois, três chips com defeito.

Bem, logicamente, ao invés de soldar as memórias novas diretamente na placa, você deve colocar soquetes para facilitar o trabalho de testes e uma eventual manutenção no futuro.

6º Sintoma - TK liga normal, mas não carrega jogos de 48kb:

Quando ligamos o TK é normal o fundo da tela, o miolo dentro da borda branca, ficar preto por uns 2 segundos e logo após aparece a tela "TK90X Color Computer" com as barras coloridas. Isso é devido ao teste da memória alta, onde o TK vai testando endereço por endereço até 65535 para saber qual é o ultimo endereço da RAM. Se ocorre algum problema na inicialização da memória alta, como por exemplo um chip defeituoso, ele aborta o teste e define esse endereço como o topo da RAM. Então nesse caso o "tempo de espera" onde o miolo fica preto cai para menos de 1 segundo, aparecendo as barras logo depois de ligado a fonte, já que ele não testou a memória toda.

Para ilustrar, tomamos um exemplo: supondo que os quatro chips de memória alta estão ruins, a inicialização vai dizer que o TK tem como último endereço válido o valor 32767. Ym teste rápido para isso seria dar um o comando CLEAR 65535. Esse comando seria para posicionar a variável de sistema RAMTOP que indica o último endereço disponível para o BASIC. Se na inicialização deu algum erro, ele não vai estar disponível e retornará uma mensagem na tela.




Aqui vale a mesma recomendação do item anterior: substitua as quatro memórias e depois vá voltando com os chips antigos para descobrir as memórias defeituosas. Após a substituição, o TK irá aceitar o comando CLEAR normalmente.





Espero que este pequeno guia seja útil e sirva para os amigos que estão com seus TKs parados. Pelo menos já é possível saber onde começar a procurar os problemas.

Dúvidas ou comentários, utilize o espaço abaixo.


Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.