TKlado - um teclado novo para o TKs

Em 13 de Fevereiro de 2010



Desde quando voltei a usar o TK90X a relativamente pouco tempo atras, o teclado sempre foi um problema. Hoje tenho uma coleção razoável de TKs e vários deles eu tive que fazer algum tipo de reparo para o teclado funcionar as vezes "mais ou menos". Sempre tive uma certa implicancia com o sistema de membranas usados no TK90X. Provavelmente para baratear os custos eles usaram material de baixa qualidade e fizeram a conexão direto na placa mãe e agora, 20 anos depois os defeitos são inúmeros:

- Membrana descascada, perdendo o contato elétrico
- Membrana quebradiça em vários pontos
- Membrana com resistencia muito alta
- Membrana "gasta" de tanto aperto de teclas

Alguns problemas podem facilmente ser resolvídos, outros nem tanto. As vezes basta cortar 1mm da membrana no encaixe e já fica perfeito. Outro item muito usado é a "tinta de prata" para os reparos de algumas trilhas. Quando não tem mais jeito, a saída é mandar vir uma membrana nova comprada no eBay. Bom, isso até resolve o problema da membrana, mas eu particularmente ainda tenho um problema adicional: quando estou consertando alguma placa, tenho que ligar o teclado para digitar algo e é extremamente inconveniente ter que montar toda hora o case.

Pensando em ter o teclado "definitivo" para a minha bancada, resolvi montar um utilizando botões de toque. A idéia não é nova e vi pela primeira vez neste link, mas as fotos não são boas e não está muito bem documentado. Enquanto eu estava montando o meu fui fotografando tudo e agora apresento o TKlado, outro projeto de nome infame aqui no meu site.

A primeira providência era desenhar uma placa para servir de base para os botões. No projeto original os botões ficavam "voando"e não achei que iriam prender bem.


Eu não tenho experiencia nenhuma no desenho de placas, mas seguindo a membrana original foi razoavelmente fácil de chegar no layout que eu precisava. O arquivo eu disponiblilizei neste link já convertido em PDF e pronto para a impressão para facilitar as coisas.

Como já comentei em algumas ocasiões, eu uso um papel de uma empresa chamada Impritec e é bem fácil achar a venda no Mercado Livre, basta procurar pelo vendedor "Impritec". Já com o layout impresso, cortei um pedaço de placa de um tamanho adequado para que coubesse a impressão tranquilamente. Eu dou preferencia para utilizar placas de fibra. Apesar de ligeiramente mais caras que as de fenolite, não tem o inconveniente de empenar quando se utiliza o método de transferencia térmica.


Não pretendo fazer um tutorial sobre transferência térmica. Basta procurar no Google e Youtube que aparecem vários. Abaixo seguem apenas as fotos que fiz durante o processo.


Depois da placa furada, apliquei uma boa camada de verniz Implastec. Apesar de se chamar "Verniz Verde", a única coisa que ficou verde foi o jornal que forrou a bancada na hora de aplicar o verniz. De todo jeito, o verniz tem uma qualidade muito boa e o preço é bem razoável, visto que com uma única lata dá pra fazer MUITAS placas.


A montagem levou um certo tempinho. Encaixar e soldar na placa 40 chaves de toque não foi mole.


Para simplificar as coisas eu soldei os conectores com cabo flat de um tamanho bem generoso para eu não ter que brigar com a placa mãe na hora dos testes. Na falta de coisa melhor eu fixei os cabos com um pouco de cola quente. Não é bonito mas ficou muito firme.


O teste foi bem tranquilo e tudo funcionou de primeira.


Com a parte das teclas pronta, foi hora de passar para o case plástico. Pela própria membrana eu fiz um furo bem pequeno com uma broca de 1mm no centro de cada tecla.


Gosto de começar com furos pequenos e ir aumentando o tamanho da broca. Desse jeito o alinhamento fica perfeito e não "estressamos" o plástico, porque o corte da broca sempre é pequeno em relação ao anterior. Passei a fazer assim desde que e quebrei um case ao meio tentando furar direto com uma broca de 1/4. Nas fotos, note a progressão dos furos.


A chave de toque que comprei é de 6mm, mas com as pequenas variações na montagem da placa, para garantir preferi fazer o furo final ligeiramente maior. Para isso eu utilizei uma broca progressiva, minha melhor compra dos ultimos tempos. Essa da foto começa em 4mm e vai até 16mm. Resolvi deixar os furos com 8mm o que na prática significa que eu fiquei com 1mm de folga de cada lado do botão para uma eventual diferença na montagem.


Na parte de baixo do case tem um postes plásticos onde prendem os parafusos de fechamento do TK. Tive que cortar um pouco as laterais da placa para que pudesse caber na parte de baixo. Depois de alguns pequenos cortes com uma Dremel, conferi rapidamente o alinhamento.


Para a montagem final eu usei cola de contato. O ideal seria ter feito a montagem com uns 20 parafusos bem pequenos, mas no feriado de Carnaval já não existia nenhuma loja aberta. Usei a cola mesmo porque não acredito que esse teclado dará manutenção tão cedo.


Depois de colado o conjunto ficou muito firme e perfeito para usar. Note que a parte de borracha do teclado ainda encaixa perfeitamente, mantendo a originalidade externa do equipamento.


Apesar de tudo ainda restou um pequeno problema que foi resolvido rapidamente. As teclas grandes, o Caps Shift e o Espaço, tem um vão bem no centro e não acionavam o botão de toque quando pressionadas.


Usei um punhado de cola quente para encher o vão. Assim que a cola começou a esfriar um pouco eu fui moldando com o dedo para não ficar alto demais. Feito isso essas teclas passaram a acionar perfeitamente como as outras.


Meu propósito para esse teclado era ele ser "de bancada", mas após algumas observações notei que ele pode perfeitamente se montado internamente dentro do próprio TK substituindo definitivamente o teclado original, porque mesmo a placa de circuito impresso montada no fundo do case ainda fica longe o suficiente das peças da placa mãe. De todo jeito, deixo uma sugestão: fazer a placa "espelhada" utilizando o arquivo neste link. Note que os botões devem ser montados e soldados em cima das trilhas. Desse jeito o lado de baixo ficaria completamente vazio não tendo nenhum risco de escontar em algo na placa mãe.

Espero que este artigo sirva de inspiração para os outros colegas que estão com problemas de teclado. Aproveito pra dizer que eu não tenho como fazer esse teclado para os amigos por ser muito trabalhoso e pela quantidade de peças, um pouco caro.

Qualquer dúvida fico a disposição. Você pode utilizar o espaço abaixo para deixar seus comentários.


Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.